#navbar-iframe { height: 0px; visibility: hidden; display: none; }

terça-feira, 11 de setembro de 2012

MARAVILHOSA

Fotografias, canções, relatos, filmes criam o imaginário de uma cidade. Certamente nenhuma cidade brasileira foi mais fotografada, filmada, televisionada, cantada em prosa e versos do que ela - a maravilhosa. 




Abençoada pelos Cristo Redentor, que pode ser visto de quase toda cidade é de uma beleza privilegiada pela geografia onde as montanhas cercam o mar . Ouso dizer que é a mais bela cidade do mundo. 

Conhecê-la é um sonho de muita gente. Lembro quando aos 13 anos enfrentei de ônibus os muitos quilômetros que a separavam da pequena Ilhéus, minha cidade natal, para conhecê-la. Para uma menina do interior tudo foi deslumbramento.  O apartamento dos meus tios ficava no Flamengo, fiz amizade com uma vizinha da mesma idade e circulava pela zona sul, descobrindo novidades.

Voltei outras tantas vezes e sempre descobri novos encantos - o charme de Ipanema, o bucólico de Santa Tereza, a vida noturna da Lapa, a doce calma da Urca, o por do sol no Arpoador, os construções cheias de história do centro, a surpresa de uma floresta urbana na Tijuca.

Brinco dizendo que todo brasileiro deveria, pelo menos uma vez ao ano,  passar uma semana por lá, aproveitando as delícias da cidade. Infelizmente não posso fazer isto, mas quando surge uma chance, como agora, não perco. Foram apenas dois dias e meio na cidade, pouco tempo, mas bem aproveitado.

Priorizei visitar o Jardim Botânico, local que, pasmem, nunca havia ido. Passei uma manhã  deliciosa caminhando entre as árvores e descobrindo cantinhos cheios de história.


No orquidário todos os tons anunciam que a primavera chegara em breve. 





Depois do momento natureza, atravessei o transito engarrafado da zona sul em direção ao centro da cidade. Almocei no Paço.


E a tarde foi cultural, primeiro no Centro Cultural do Banco do Brasil, a exposição no hall de entrada - Corpos Presentes, de Still Beings.



E no andar superior a VIVAELIS para visitar com calma, conhecendo um pouco da vida e da arte da grande cantora da MPB.




No Cultural dos Correios homenagem aos 70 anos de Gil, fotografias, canções, filmes, instalações. 

No final da tarde um chopp gelado no Leme, e a conversa gostosa. Não deu para "andar pela praia até o Lebon" mas valeu...   

4 comentários:

Marcio Melo 14 de setembro de 2012 07:34  

Tenho que ir com calma no rio, da vez que fui foi tão corrido (viagem a trabalho) que não deu pra conhecer quase nada.

Bergilde 14 de setembro de 2012 08:55  

E como bem diz a eterna canção...'O Rio de Janeiro continua lindo!...'As suas fotos também maravilhosas e descrição da viagem dão exemplo disto.
Abraços,bom dia!

Georgia Aegerter 14 de setembro de 2012 16:06  

Marta vc disse tudo: Todo mundo devria ao menos ir uma vez na vida ao Rio de Janeiro e olha, nada como terminar este passeio com um chopp gelado no Leme.

Bjao e amei o teu passeio

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO