#navbar-iframe { height: 0px; visibility: hidden; display: none; }

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

INGLESES


Detesto estereótipos, especialmente aqueles que estabelecem que os de tal nacionalidade são desta ou daquela forma. Claro que existem traços culturais que favorecem alguns comportamentos, entretanto como humanos, somos diversos onde quer que tenhamos nascido ou sido educados.

O traço cultura que me pareceu marcante entre os londrinos foi a gentileza e a civilidade, as pessoas lhe cumprimentam, pedem desculpa se esbarram em você ou algo que possa trazer algum incomodo. Identifiquei também o bom humor de alguns. Quando subíamos o rio remando o pequeno barco de Paul, muitos dos outros navegantes, todos com barcos motorizados ou iates, diziam gracinhas por estarmos remando contra a maré. Observe na fotografia o jeito bem humorado do Paul brincando comigo de figurantes para o baile real.

Mas Londres, como toda cidade cosmopolita, não é tão representativa para compreender os ingleses, teria que demorar mais tempo e caminhar por outras cidades. Aqui encontramos pessoas do mundo inteiro, sentada no metrô ou no ônibus chegava as vezes a ouvir três ou mais falantes em diferentes idiomas, sem falar das diversificadas formas de vestir, da sobriedade das muçumanas com seus vestidos e véus pretos, a alegria dos coloridos saris das indianas e os cabelos traçados das africanas.


Um pouco do jeito londrino de ser nas fotografia que se seguem. Neste verão outonal eles estavam nos parques, nas ruas, na praia aproveitavam os últimos momentos de sol e calor, antes que o inverno chegue e mude totalmente a paisagem.












E meu especial agradecimento aos brasileiros que me apresentaram Londres. Paul e Vitória, Luango e Samuel. Paul é um cozinheiro fantástico, criativo na maneira de usar condimentos, incrementando sabores, aprendi um pouco com ele.



Samuel demonstra talento culinário e sob a supervisão da mãe prepara uma torta especial para nosso deleite. Vejam o resultado.



6 comentários:

RAMON(ES) 9 de outubro de 2011 10:10  

Depois quero ver o resto das fotos da viagem. Coloca no Facebook ou no Picasa. beijos!

Bel 10 de outubro de 2011 08:30  

Que delícia... Ficar na casa de amigos deve trazer uma experiência mais gostosa, de cotidiano, de rotina local... realmente marcante!
Que ver as outras fotos também, agiliza aí!!!
Beijoooooo

Carlucha 11 de outubro de 2011 13:01  

Oi Tucha, que viagem maravilhosa!
Sempre é muito bom conhecer gente nova e lugares novos, voltamos renovados tbém... hehe
Obrigada pelo seu recadinho lá no meu blog! Bjos e fique com Deus!

Bergilde 11 de outubro de 2011 14:10  

Tucha,
Também achei bárbara a tua escolha de como desfrutar dessa viagem,abraço grande e curta bastante essa temporada 'alla inglesina'!
Abraço carinhoso,

Dalva 11 de outubro de 2011 14:16  

A civilidade e a gentileza encantam-me... talvez por serem caracteristicas tão raras hoje em dia nas grandes cidades.

Adoro viajar contigo nestes teus posts cosmopolitas!

Bjs.

P.S. Estou voltando aos poucos ao convivio dos amigos da blogosfera! Obrigada por teu carinho!

Vitoria L Aranha 15 de outubro de 2011 19:43  

Enfim cheguei a Londres. Todos nos estamos sentindo sua falta. Ate mesmo a cidade que so voltou a ter brilho sob a luz do sol na ultima sexta feira,que nao foi 13 e sim 14. Voltando para casa depois do nosso habitual sabado na Capoeira revivemos momentos da sua presenca. Trafego lento nos dando o sinal de que o fim de semana promete ser efevercente. O sol brilhou novamente hoje e a minha impressao mais fiel ao meu olhar foi descrever a luz do sol no inverno e a translucidez do azul ceu e que nos reporta ao brilho dos tropicos do sul. A diferenca basica e que nao usamos biquinis fio dental e sim casacos de peles. N.B. Nao tenho casaco de pele, talvez por conta disso o inverno ainda me incomoda. Mas tenho o consolo nossa foqueira quando estamos no aconchego do nosso 'living room'.

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO