#navbar-iframe { height: 0px; visibility: hidden; display: none; }

domingo, 27 de março de 2011

DEIXE PRA LÁ

Quem nunca recebeu um "não", ou uma "rasteira" de quem menos esperava? E lidar com isso de forma equilibrada nunca é fácil. Mesmo os mais "trabalhados" tem os seus momentos de "rodar a baiana", de "chutar o balde". É a nossa eterna e humana dificuldade de lidar com as frustrações, com as pedras do meio do caminho.

Quem nunca presenciou (ou deu) um vexatório espetáculo num momento destes, um tapa no rosto do namorado encontrado com outra, um monte de papel rasgado jogado no chão quando o chefe deu a promoção a outro.

Li, em algum lugar, que a alma se lapida pelos "nãos" que teve de engolir. Será? Acho que a gente vai aprendendo. Na infância e na adolescência acredito que a resposta as frustrações são mais intensas, ou pelo menos as explicitamos com mais veemência: o choro, a cara feia quando os desejos são contrariados.


Algumas vezes, somos nós mesmos os sabotadores. Estudiosos dizem que vivenciamos uma sensação de proibição interior gerada por causas psiquicas que derivam de conflitos vivenciados na infância. Para vencer estes limites, cabe um trabalho de interiorização, de investigação onde é necessário muitas vezes a ajuda de um profissional, uma terapia. No geral vamos com o tempo que passa desenvolvendo nossa auto análise, nossa capacidade de reflexão, a compreender e a buscar os elementos necessários para lidar com os "nãos". Quando é necessário contra argumentar, negociar para conseguir o que desejamos e quando é possível deixar para lá e seguir em frente. Essa consciência nos ajuda a lidar com as frustrações de forma mais sábia e equilibrada, uma vez que alcançar determinados objetivos nem sempre depende unicamente de nós. Muitas vezes, existem outras pessoas envolvidas e precisamos entender e aceitar que o tempo de agir do outro é diferente do nosso. Uma das coisas que a maturidade me legou, ainda que a duras penas, foi aprender a lidar melhor com a frustrações aos meus desejos. A encarar com mais realismo com as minhas possibilidade e com as negativas que a vida tras. O importante mesmo é não se tornar amargo, mal-humorado, quiexoso, incapaz de usufluir os "sins", os bons momentos da vida.


Um amigo comentou comigo sobre esta música, procurei ouvi-la e fiquei encantada com a simplicidade e a sabedoria do seu conteúdo. Acho que tem tudo a ver com esta nossa conversa, escutem é me digam o que acham. E vamos sair por ai espalhando bem querer e que Deus nos proteja e inspire.

4 comentários:

Bergilde Croce 28 de março de 2011 06:12  

Tucha,bom dia!
Em perfeita sintonia com o que você escreve aqui e essa linda música de Chico César.
Falta educação embora seja tanto falada,mas na prática ainda é muito escassa.Porque se pode dar um 'não',mas é o modo como se dá que faz a diferença nos ouvidos e na alma de quem recebe. Só mesmo orando e pedindo a proteção dos santos pra conseguir suportar esse mal-estar que a maldade nas suas diferentes formas pode provocar na gente.Eu ainda não conseguí ser como uma esponja,mas sigo adiante com a cabeça erguida e a coluna reta.

Georgia 28 de março de 2011 06:15  

Tucha, espero que vc esteja melhor. Eu digo sempre que tudo é a maneira como se fala que vai fazer toda a diferenca.

Muito interessante a música.

Boa semana


Um bjao

Adriana Alencar 28 de março de 2011 08:43  

os revezes são extremamente importantes para a formação da nossa personalidade durante a juventude e, na maturidade, constróem a sabedoria que passaremos aos nossos descendentes. São difíceis de assimilar, mas fazem com que os momentos felizes e as conquistas sejam mais valorizados.
Excelente texto!
Beijo
Adri

Carlucha 28 de março de 2011 12:40  

"Meus amados irmãos, tenham isto em mente: Sejam prontos para ouvir, tardios para falar e tardios para irar-se, pois a ira do homem não produz a justiça de Deus" Tiago 1:19

Querida Tucha, como vc tão bem colocou em seu texto, somente com a maturidade e após muitos conflitos inúteis e desastrosos, conseguimos auto-controle suficiente para colocarmos em prática este sábio conselho! :D
Obrigada pelas visitas carinhosas e uma semana de muita paz pra vc! Beijão

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO