#navbar-iframe { height: 0px; visibility: hidden; display: none; }

sábado, 5 de fevereiro de 2011

DOS SONHOS

Sempre que recordo dos sonhos ao acordar, gosto de refletir sobre eles, buscando um significado, acredito que terei assim uma melhor compreensão da minha vida emocional. Concordo com Jung quando diz que os sonhos são mensageiros do inconsciente, trazem recados carregados de linguagem simbólica, que revelam a vida do sonhador naquele momento. O poeta Quintana diz isto poeticamente "Sonhar é acordar-se por dentro".

Não é tão fácil decifrar a linguagem onírica, ela é muitas vezes absurda, enigmática, caótica. Certamente que o conhecimento da simbologia, ajuda, mas não tem uma fórmula pronta, sonhou com isto, significa aquilo. Nosso cérebro tem metafóras surpreendentes. Precisamos contextualizar, refletir, aprofundar. Algumas vezes a mensagem é bem eloquente, outras parece indecifrável.

Os sonhos sempre intrigaram os homens, muitos acreditavam que eles podiam ser premonições. A oniromancia, previsão do futuro através dos sonhos, está presente, por exemplo, na cultura judaico cristã. A Bíblia conta que Jacó, José e Daniel receberam de Deus a habilidade de decifar sonhos. Também José, o pai de Jesus, foi avisado em sonhos, que deveria viajar para o Egito com o filho recém nascido, pois o bebe corria grande perigo.

Por conta de uma destas coincidencias, fazendo uma busca na internet sobre Garcia Lorca, me deparei com um conto do Gabriel Garcia Marques: Me alugo para Sonhar, uma história onde a
personagem vivia de interpretar sonhos.

Muitos neurocientistas dizem que os sonhos têm por função apenas manter o cérebro em ordem. Li também que eles podem nos ajudar a resolver nossos problemas. Numa pesquisa, voluntários conseguiram achar a saída de um labirinto mais rápido, quando num intervalo dormiam e sonharavam com o problema, aqueles que ficaram despertos não conseguiram. Quer saber mais leia a matéria da Superinteressante.

Existem casos curiosos de pessoas que tiveram insight durante o sono, e solucionaram problemas ou tiveram idéias brilhantes. Como o Paul McCartney que acordou com uma melodia pronta na cabeça, foi para o piano e surgiu Yesterday.

E você, lembra dos seus sonhos? Usa-os para compreender melhor a sua vida emocional? Já teve alguma idéia brilhante durante o sono ?

8 comentários:

Bergilde Croce 7 de fevereiro de 2011 05:51  

Tucha,somos mesmo parecidas e, quanto aos sonhos, eu tenho até um caderninho onde anoto elementos dos meus que têm se repetido ao longo dos anos.Acho que vale muito porque me ajuda a entender tanta coisa da minha vida.
Abraços pra ti,
Bergilde

RAMON(ES) 7 de fevereiro de 2011 09:23  

Tem gente que até dorme com algum caderno de anotações ao lado pra poder escrever alguma idéia que tenha durante o sono.
É bom sonhar pra poder arrumar a cabeça e as idéias. eheheheh

Cadinho RoCo 7 de fevereiro de 2011 10:38  

A vida sem sonhos fica totalmente sem graça.
Cadinho RoCo

Georgia 7 de fevereiro de 2011 10:56  

Marta, lembro sim dos meus sonhos. Alguns de arrepiar pois, tenho medo que eles acontecam.

Vou ler as tuas dicas.

Olha, querendo volte lá no O que elas estao lendo, pois a autora apareceu por lá e nos deixou um comentário. Ela já é uma senhora de 70 anos e achei muito legal que ela atendeu ao meu convite e compareceu para ler os comentários.

Bjao

Abracos

Pedro Rocha,  10 de fevereiro de 2011 00:26  

Segundo Jung "quem olha para dentro sonha quem olha para dentro acorda"... as vezes os sonhos me fazem fazem acordar! !!!!!!! sou adepto do caderninho!

Pedro Rocha,  10 de fevereiro de 2011 00:28  

CorrrigindoSegundo Jung "quem olha para fora sonha quem olha para dentro acorda"

Sandra Botelho 10 de fevereiro de 2011 15:11  

Não sou muito ligada a sonhos, pra te dizer a verdade quase nunca sonho...rsrsrs. A não ser acordada neh?
mas gostei de teu blog ...E vou voltar.
Bjos achocolatados

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO