#navbar-iframe { height: 0px; visibility: hidden; display: none; }

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

FILME DE JANEIRO - O CONCERTO



Com um roteiro inusitado o filme me surpreendeu. Conta à história de Andrey, um famoso maestro da antiga União Soviética que, por motivos que só saberemos no final do filme, caiu em desgraça durante o período do famoso premier Leonid Brejnev. Trabalha agora como faxineiro do Teatro Bolshoi, onde fora o grande regente. Toda a orquestra que dirigia foi dissolvida e os músicos atuam hoje em atividades diversas.

Tudo caminha de forma melancólica na sua vida, até que intercepta um fax convidando a orquestra do Bolshoi para uma apresentação no conceituado Teatro Chálet em Paris. Uma louca idéia lhe ocorre, e, sem medir as conseqüências, decide enganar o verdadeiro Bolshoi e ir apresentar-se na capital francesa, Para isso, terá que montar uma orquestra inteira em quinze dias.

E a satírica e divertida epopéia do maestro e sua orquestra vai acontecendo num ótimo ritmo de comédia. Algumas vezes temos a sensação de que há uma dose de exagero, preconceito com os eslavos. Que aparecem como embriagados, metidos em negócios escusos, iresponsáveis. Mas depois vamos percebendo que o diretor carrega na tinta para nos momentos finais revelar o poder de recuperação desta cultura que foi, por décadas, ridicularizada pela guerra fria, mídia ocidental pagando um alto preço incompetência dos seus dirigentes políticos.

O filme é cria uma grande farsa para iludir os poderosos, usando o bom humor e o inusitado para fazer um sarcasmo social. E busca na doce maluquice da comédia resgatar a dignidade russa após o esfacelamento da União Soviética. A orquestra usada como uma metáfora desta multifacetada, fragmentada união que tem talento suficiente para encontrar uma sintonia, mesmo depois de tudo que viveu.

A direção é o cineasta romeno Radu Mihaileanu, e o filme é coproduzido por nada menos que cinco países: França, Itália, Bélgica, Rússia e Romênia. Um verdadeiro “tour de force” europeu que traz como tema exatamente as aventuras, desventuras, ironias, dramas e comédias de tornar a União Européia uma efetiva... união.

Atendendo a sugestão de Georgia acrescento o trailer oficial


7 comentários:

Bergilde Croce 28 de janeiro de 2011 07:44  

Não acredito muito na concretização desse ideal da efetiva união,mas como filme parece muito bom principalmente porque pode ajudar ao grande público a conhecer melhor o que não vem mostrado nos jornais de tv.
Abraço grande,
Bergilde

RAMON(ES) 28 de janeiro de 2011 11:12  

É, parece ser interessante, tá passando por aqui, vou pensar em ir assistir.

Georgia 28 de janeiro de 2011 15:24  

Marta, esse filme me pareceu bem legal, até mesmo porque algo assim seria impossível. Será?

Acho legal vc postar dicas de filmes, mas coloca o filme do you tube nos posts, acho que seria interessante mesmo que o filme nao tenha traducao para o português. Achei este aqui por lá:

http://www.youtube.com/watch?v=tkMdBggI4Ws

Bjao

José Sousa,  28 de janeiro de 2011 16:37  

Querida Tucha!
Lindo a espelicação sobre um filme.
Gostei da forma que vc faz a narração.

Bom fim de semana
Um beijão

Bel 28 de janeiro de 2011 18:55  

Preciso dizer o quanto desejei assistir? E acho que só quando sair em DVD ou se acontecer um milagre e passar no nosso Santa Clara! Oh, céus!!!

Priscila Rôde 29 de janeiro de 2011 18:25  

Fiquei muito feliz com a sua visita! Muito! Obrigada!

Georgia 30 de janeiro de 2011 17:07  

Legal que vc colocou aqui o trailer do filme. Bom domingo.

Bjao

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO