#navbar-iframe { height: 0px; visibility: hidden; display: none; }

sexta-feira, 21 de maio de 2010

CLARICEANDO


"Roubei" a idéia de Dalva do Infinito Particular de Claricear, usar textos de Clarice Lispector. Este diz exatamente o que estou vivendo agora, assumindo o risco de viver.


Desde que descobrira- mas descobrira realmente com um tom espantado - que ia morrer um dia, então teve mais medo da vida, e, por causa da morte, tinha direitos totais: arriscava tudo.


Clarice Lispector

3 comentários:

Dalva 23 de maio de 2010 19:32  

Oi, querida!

Clarice tem o dom de nos traduzir com suas palavras mágicas... Ela é o máximo!!!

Beijos e uma excelente semana!

Bergilde Croce 24 de maio de 2010 06:28  

Não ter medo dos próprios sentimentos, exprimir o que sente de acordo com as próprias convicções demonstra a sabedoria autoconhecimento característicos de grandes poetas e pensadores como Clarice Linspector.Estou com você, se não arriscamo não vivemos.Os riscos fazem parte da vida e de nossa evolução neste plano.
Abraços,Bergilde

Carlucha 28 de maio de 2010 08:07  

Tucha, concordo com a Dalva! Muias vezes me surpreendi como a Clarice conseguiu traduzir em palavras sentimentos que eu mesma não conseguia exprimir ou entender...
:D

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO