#navbar-iframe { height: 0px; visibility: hidden; display: none; }

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

A TAL FELICIDADE

Fogos iluminaram o céu, espumantes estouraram, abraços, beijos, desejos. Se você fosse contar o que mais lhe desejam num final/começo de ano certamente seria felicidade. Do quase automático Feliz Ano Novo, dito pelos colegas de trabalho, vizinhos e até por desconhecidos a outros mais específicos.

Agora que estamos com um ano novinho em folha, nos perguntamos como enfim alcançar a tal felicidade. Alguns amigos nas mensagens de ano novo aprofundaram sobre o tema e é isto que compartilho com vocês.

Bel, encaminhou o interessante texto Três pedidos, do blog Quer Namorar comigo? de Barbara Semerene. Onde a receita de feliz ano novo vem do alcance de três pedidos: 1. Deseje o melhor para o mundo em 2010. É a teoria do círculo virtuoso: nessa roda viva que é a vida, o melhor baterá na sua porta. 2. Peça sabedoria para lidar com qualquer situação. 3. Peça bom-humor para encarar tudo com mais leveza.


Evandro, um amigo querido, trouxe Felicidade Realista um texto de Martha Medeiros, onde ela depois de enumerar as razões mais usuais de trazer felicidade: saúde, dinheiro e amor, chama atenção para a simplicidade do sentimento.

Invente seu próprio jogo. Faça o que for necessário para ser feliz. Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade. Ela transmite paz e não sentimentos fortes, que nos atormenta e provoca inquietude no nosso coração. Isso pode ser alegria, paixão, entusiasmo, mas não felicidade.



A amiga Fátima encaminhou um texto mais "aberto", sem propor caminhos apenas perguntando O que faz você feliz? um poema de Armaldo Antunes.


A lua, a praia, o mar
A rua, a saia, amar…
Um doce, uma dança, um beijo
Ou é a goiabada com queijo?

Afinal, o que faz você feliz?

Chocolate, paixão, dormir cedo, acordar tarde,
Arroz com feijão, matar a saudade…
O aumento, a casa, o carro que você sempre quis
Ou são os sonhos que te fazem feliz?

Um filme, um dia, uma semana,
Um bem, um biquíni, a grama…
Dormir na rede, matar a sede, ler…
Ou viver um romance?

O que faz você feliz?
Um lápis, uma letra, uma conversa boa
Um cafuné, café com leite, rir à toa,
Um pássaro, ser dono do seu nariz…
Ou será um choro que te faz feliz?

A causa, a pausa, o sorvete,
Sentir o vento, esquecer o tempo
O sal, o sol, um som
O ar, a pessoa ou o lugar?

Agora me diz
O que faz você feliz?


Descobri no Youtube que o poema foi transformado em comercial, dentro da linha do marketing emocional, amarraram a felicidade ao consumo.





Mas fique a vontade e descubra (se é que ainda não fez) o que faz você feliz. Eu descubro novas razões a cada dia ou não...

3 comentários:

Bel 2 de janeiro de 2010 09:51  

É, você fez um belíssimo apanhado sobre o tema. Quem dera fosse fácil reunir os requisitos para alcançar "essa tal felicidade" como pareceu fácil reunir os textos citados...

Beijão!

Georgia 2 de janeiro de 2010 10:05  

Tucha, nao é tal fácil viu. Já foi mais fácil acabei de perceber isso nesse seu post, mas hoje em dia sao tantas coisas que me fazem falta que se eu enumerá-las vou pensar que nao sou feliz. Ai meu Deus! Que drama.

O caso é complicado para quem vive longe do seu país...

Beijos mil

Bergilde Croce 3 de janeiro de 2010 15:29  

Oi Tucha, continuando a seguir seus relatos e escritos pelo blogspot.A propósito deste argumento,bem não foi fácil para mim decidir há cinco anos mudar de vida,mas foi neste país distante que finalmente encontrei essa tal felicidade!!!Grande abraço,Bergilde

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO