#navbar-iframe { height: 0px; visibility: hidden; display: none; }

sexta-feira, 24 de julho de 2009

TRISTEZA


Como fazer nascer girassóis
Onde crescem tristezas?
Que me devolvam a fertilidade
Brotem flores e sorrisos
No meio da madrugada

Como fazer nascer cintilâncias
No infértil deserto?
Me quero de volta, não essa,
Mas aquela outra, a que sorria
Quero cores na minha sobrevida

12 comentários:

Carlucha 25 de julho de 2009 09:19  

Realmente... muito triste!
Cada época tem sua função...
infância é a época das descobertas,
adolescência é a época da experiências...
quando adultos nossa função é produzir, realizar...
maturidade é a fase da sabedoria! De saborear e usufruir as descobertas, as experiências, é a colheita dos frutos produzidos! Veja quanta inspiração você tem...Parabéns pelo seu lindo poema! Fique com Deus! Bjos

Regina d'Ávila 25 de julho de 2009 19:42  

Oi Tucha,
Adorei sua visitinha..
Olha..este lugar é lindo..Também não conhecia..fui almoçar com amigos e nos levaram lá..
É um lugar só de pescadores..lindo..
Super beijoss

Henrique Hemidio 26 de julho de 2009 00:47  

não concordo


é onde há tristeza que crescem os girassóis

Valdemir Reis 26 de julho de 2009 01:43  

Olá, que bom voltar aqui.

Obrigado por sua gentileza. Parabéns pela publicação, interessante. Aproveito para informar que em virtude do "M B A" o tempo ficou muito apertado em conjunto com as demais atividades que desenvolvo, mas quando sobra um tempinho venho dividir com os amigos(as). Aproveito para compartilhar um pensamento; "Se temos de esperar, que seja para colher a semente boa que lançamos hoje no solo da vida. Se for para semear, então que seja para produzir milhões de sorrisos,de solidariedade e amizade." Votos de muito sucesso, brilhe sempre! Tenha um ótimo e alegre fim de semana, muita paz e luz, fique com Deus, felicidades. Forte e fraterno abraço. Felicidades.

Valdemir Reis

Dan 26 de julho de 2009 22:22  

Sem nada a dizer.


Apenas



LINDO...

Bel 27 de julho de 2009 18:45  

Ei, ei, ei!
Qual o motivo de tanta tristeza?
Espero que seja como a minha: TPM! Dá e passa!

Bjooo

28 de julho de 2009 13:24  

Estou mais ou menos assim omo sua poesia.
suas palavras me vieram em boa hora e tempo.
ando muito triste, não sei bem por que mas anda.
Coloco culpa ainda nos efeitos da quimio, mas sei que não o é.
Filhos, filhos...e como viver sem eles!!!
Obrigada minha querida por sua visita e seu carinho.
Beijos e beijos.
Que delícia estar de mudança, ares novos tudos novo. Isso é bom demais, apesar do trabalho que dá.
Feliz por ti!

Éverton Vidal Azevedo 28 de julho de 2009 19:09  

É um questionamento que a gente sempre se faz, nao todas as pessoas, mas aquelas de alma mais sensível.

A resposta? A gente vai caminhando até encontrar. Mas a própria pergunta já em si um universo.

Bj.
Inté!

Georgia 29 de julho de 2009 11:44  

Oi menina, chegando de férias e passando para te ver e te encontro triste?

Posso ajudar? Tô aqui se vc precisar de alguém.

Um grande beijo

M. 29 de julho de 2009 23:43  

Sério que você tem blog?! Adorei descobrir isso! =D

meus instantes e momentos 2 de agosto de 2009 07:39  

belo blog, É bom voltar aqui.
Maurizio

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO