#navbar-iframe { height: 0px; visibility: hidden; display: none; }

quarta-feira, 20 de maio de 2009

BUDAPESTE

O FILME

Adaptar uma obra literária para o cinema é sempre uma tarefa difícil, especialmente se o livro tem como tema uma língua.

O personagem principal, José Costa, é um ghost-writer, escreve para que outros assumam a autoria. Casado com Vanda, uma ambiciosa jornalista de televisão, com quem tem um filho com dificuldades para falar. Sua vida é incomunicabilidade, angústia e inquietação.

Vai a Budapeste para um Congresso de Escritores e lá descobre Kriszca. Se Vanda é repetição, Kriszca tem a novidade das palavras húngaras para ensinar.

Descobrir o estranho idioma, descrito por um ditado popular, como o único que o diabo respeita, e construir um novo relacionamento com Kriszca e seu filho.

POR QUE ASSISTIR
A fotografia do filme é belissíma, Walter Carvalho, o diretor, trabalhou como diretor de fotografia de inúmeros filmes, veja aqui. A cidade de Budapeste é vista em pouquissimos planos aéreos, são exploradas as esquinas, os pátios, as praças. Fica como uma cidade dos sonhos, fantasiosa com a descrita por Chico no livro.

PRESTE ATENÇÃO
Nas brincadeiras com a figura do escritor, entre outras referências: um dos seus sambas cantado em búlgaro e sua breve aparição também expressando-se no idioma.

4 comentários:

Henrique Hemidio 20 de maio de 2009 20:13  

Cruzes
fizeram até filme desse livro

RAMON(ES) 20 de maio de 2009 23:38  

Postei sobre ele no meu blog.

Bel 21 de maio de 2009 14:04  

Eu queroooooo!!!

Chego aí na segunda à noite, vou ficar com Dinah, passando a tarde em itapoan...

Vamos marcar uns passeios culturais???

Bjoooooo

Bel 21 de maio de 2009 14:05  

Ah, vc não assistiu ainda, né? Enbtão me espeeeeeeera!!!

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO