#navbar-iframe { height: 0px; visibility: hidden; display: none; }

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

LUA NOVA

É quase lua
mil e uma noites
inovando o céu

entre nuvens
estou quieta
serenidade de estrela

não pensem que
aguardo a luz cheia
aquele exagero
luminescente no céu

o que quero
é lua nova
o que preciso
é futuro

PS - Escrevi esse poema em março 2002, olhando a lua nova de hj achei que podia posta-lo em homenagem a ela.


1 comentários:

RAMON(ES) 4 de dezembro de 2008 07:47  

2002!?
Não entendi a "piada".

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO