#navbar-iframe { height: 0px; visibility: hidden; display: none; }

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

AFINAL PARA QUE SERVE UM LIVRO?



Você gosta de ler? Tem lido livros interessantes nos últimos tempos, (não valem livros técnicos)? Ou não encontra tempo, nesta vida de agendas sempre cheias e tanto estímulo na vida social (real ou virtual) ?

Lembra dos tempos da escola em que, pensando em lhe tornar um bom leitor, obrigavam a ler uma série de livros? Está leitura obrigatória nem sempre nos mobilizava, os livros muitas vezes eram tão enfadonhos que desistíamos, e recorríamos a um resumo para saber responder a avaliação, mas outros eram realmente interessantes e nos captavam. 

Não resta dúvida que ler tem grande importância pedagógica, nos fazendo aprender a interpretar um texto, a ampliar nosso vocabulário, a dominar melhor a língua falada e escrita. Isto já sabemos, mas andam descobrindo outras utilidades para a leitura, você já ouviu falar sobre isto? 

Li na coluna de Calligari na Folha de São Paulo um comentário sobre pesquisa publicada na revista Sciece, cuja conclusão é que ler ficção literária melhora nossa capacidade de enxergar o outro, compreendendo o que sentem e pensam os demais, aumentando a nossa empatia. Com certeza facilitar a nossa nada fácil vida relacional, pois lidar com a complexidade do humano é sempre um desafio.

Fiquei imaginando também que, sob este ponto de vista, os livros também podem nos ajudar a compreender a nos mesmos, a lidar e conversar sobre o enfrentamento as diversas situações que a vida nos apresenta. Afinal, não importa a situação que enfrentemos, há sempre um personagem de ficção que passou por ela.

E você o que acha disso? A literatura já lhe ajudou em algum momento a lidar com você ou com os outros?  Quer compartilhar a experiência?

2 comentários:

Georgia Aegerter 10 de janeiro de 2014 04:07  

Bom dia Marta, comofoi de festas?

Eu tenho lido muito e nas duas linguas para complicar a coisa, rs.

Eu fiz parte dessa geracao que tinha que ler os clássicos alguns gostei demais como A Pata da Gazela, A Viuvinha,., etc.
Mas outros nao agüentei...

Aqui em casa todos nós lemos. Ao lado da cama sao pilhas de livros.

Tenho lido muitos livros de Max Lucado. Conhece?

Ele é um americano que foi missionario no Rio de Janeiro e ele escreve com muita desenvoltura.

No momento estou lendo dele:

"Você vai sair dessa" O que deu origem para o meu post na Saia Justa.

Você poderá ver aqui no you tube ele falando sobre o livro. Está legendado.

http://www.youtube.com/watch?v=SqTXsQOOEdc

Que 2014 seja uma bencao pra vc e sua familia.

Bjos

Anabel Mascarenhas 10 de janeiro de 2014 10:09  

Ah, que seria de mim, se não fosse a literatura??? Ultimamente, com o final dos estudos do mestrado, tenho me permitido ler "coisas mais leves"... e como é bom!!!
A última ficção que li foi "Livre", de Cherryl Strayed - aliás, nem sei se é ficção mesmo... risos- mas me fez pensar muito, e até desejar uma super caminhada forever alone para reposicionar meus limites e minhas certezas. Mas logo depois me lembrei quem sou e já desisti!
Estou lendo a biografia de Padre Mendes, um padre mineiro, tio-avô de uma amiga, e me encantando com o revolucionarismo de um padre à frente do seu tempo. Enfim, leio de tudo um pouco, mas sempre tem algum que não consigo chegar até o final. Já aprendi a não brigar com eles! Se não querem "me levar", eu simplesmente "não vou"! (mais risos)

Beijo!!!

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO