#navbar-iframe { height: 0px; visibility: hidden; display: none; }

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

MAR INTERIOR - ALTER DO CHÃO



Esta escapadinha para o norte foi acalentada durante algum tempo. A curiosidade para conhecer este paraíso foi atiçada por matéria de uma revista turística, depois vieram relatos em blogs e a vontade foi crescendo...

E aqui estamos nós, nas margens do rio mais bonito da região amazônica – o Tapajós, na pequena vila de Alter do Chão, já ouviu falar? Não ouviu, pois a fama já é internacional, li que o jornal inglês The Guardian a classificou como uma das melhores do mundo.


O mar a frente tem águas doces, mornas e cristalinas, um mar interior perdido lá no meio do norte brasileiro, esperando que possamos descobrir.



Na praça, um cais  pequenas canoas lhe levam para a Ilha do Amor. Na tarde que chegamos esta foi a nossa programação, um “dolce far niente” que estávamos merecendo.



A vida nestes vilarejos tem um outro tempo, muito particular, como diz aquela música cantada pela Marisa Monte: " areja um vento bom / vê o horizonte deitar no chão/ pra acalma o coração/ lá o mundo tem razão.


Como era final de semana barraquinhas armadas na praça ofereciam comidas típicas: tacacá, vatapá (diferente do da Bahia), tapioca, doces de cupuaçu e outras delícias.

Antes da nossa chegada havia ocorrido uma grande festa - o Saíré, onde dois grupos o boto rosa e o tucuxi disputam a vitória. A homenagem aos botos fica na praça.

Passeios de barco vão revelar intermináveis surpresas e maravilhas. Praias na bordas do rio, tendo ao fundo a imensidão verde da floresta. 

Algumas têm infraestrutura e a gente pode aproveitar em pequenas barraquinhas cobertas com palha e fartar-se com um peixe assado, com acompanhamentos e é claro a cervejinha gelada. 




E é mergulhar nas águas tranquilas mornas e é desfrutar o momento e todos os prazeres possíveis.

Como o nosso tempo era pouco, afinal é apenas uma escapadinha, não deu pra fazer a trilha na Floresta Nacional do Tapajós, área de proteção ambiental, visitamos apenas uma comunidade próxima ao rio.



Fecho o post agradecendo ao meu companheiro de viagem, sem ele certamente não teria coragem de vir tão longe.






5 comentários:

Bergilde 11 de outubro de 2013 07:03  

O que mais dizer se suas imagens nos deixam vislumbrados com tanta beleza nas terras do nosso país?!Que maravilha de viagem e lugares encantadores.Lindo demais Tucha e que recordações fantásticas desse povo e sua cultura...Acredito que a sua companhia deve ter sido também maravilhosa nesses passeios,grande abraço,

Bel 11 de outubro de 2013 08:22  

Aaaaaaaaahhhhhhhhh, eu queroooo!!!!
Que lugar lindo! Eu já havia ouvido falar, mas não tinha visto fotos. Que delícia de lugar!!!
Bjooo

Tamara Guerra 13 de outubro de 2013 09:35  

Acho que meu destino será viajar muito para essas "bandas" do Norte,pois Pêu passou em um concurso no Pará e outro em Manaus.Vou adorar suas dicas,Marta.Quem sabe vamos juntas????

Tucha 13 de outubro de 2013 11:28  

Bergilde o Brasil tem muita beleza a ser descoberta.

Bel o seu marido colocou esta viagem na agenda, sei que há muitas outras, mas vale a pena.

Tame se tivesse que optar escolheria Belém, muito mais interessante.

Ramon Prates 17 de outubro de 2013 22:12  

A foto dos botos tá ótima. ahahhaha

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO