#navbar-iframe { height: 0px; visibility: hidden; display: none; }

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

OLHANDO AS CIDADES


Gosto de olhar os ritmos urbanos e nada me encanta mais que uma cidade com espaços públicos bem cuidados: praças, parques, jardins, calçadas. E nada traz mais inveja que uma cidade onde se pode circular facilmente, com um sistema de transporte eficiente, calçadas onde se pode caminhar com liberdade.


Infelizmente a cidade em que vivo enfrenta neste momento uma série de dificuldades ocasionadas especialmente pelo abandono do poder público. E ela não é a única, na semana passada andei por cidades do interior da Bahia e a maioria delas está enfrentando problemas com a transição de gestores municipais.

Funcionários em greve por falta de pagamento, equipes reduzidas por demissões tudo isto gerando um impacto nos serviços oferecidos à população. Estes problemas temporários vão se somar aos já existentes, calçadas quebradas, ruas esburacadas, violência urbana. E vou ficando cada vez mais pessimista em relação gestão pública no Brasil.

E todo este quadro vai ampliando a segregação, criando uma especie de "apartheid". Aqueles que têm maior poder aquisitivo estão construindo "cidades" dentro das cidades. São condomínios "fechados" protegidos por muros, seguranças, câmaras. Neles há escolas, academias, áreas de lazer toda a infra estrutura para que a família fique protegida. 


Quando sai do confinamento, vai de carro para outros espaço fechados. E as crianças conhecerão a cidade apenas pela janela do automóvel.




E quem não vive nestas "ilhas" enfrenta a cidade real, os ônibus cheios, corre o risco de tomar uma queda nos buracos da calçada.







2 comentários:

Dalva 14 de dezembro de 2012 20:58  

Esta é uma realidade em muitas grandes cidades do Brasil. Amo o Rio de Janeiro e sofro com o descaso das autoridades e também do povo, que não coopera para manter a cidade limpa. Por isso crescem cada vez mais os "paraísos artificiais" dos condomínios fechados, como se isso resolvesse o problema.

Bjs.

Bel 16 de dezembro de 2012 21:46  

É verdade... triste verdade.
Será que ainda muda?

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO