#navbar-iframe { height: 0px; visibility: hidden; display: none; }

terça-feira, 7 de agosto de 2012

PARA CAETANO COM CARINHO


Nasceu onde passa um rio, que passava no igual sem fim e desaguava no seu coração. O gosto doce e raro de Santo Amaro da Purificação nunca foi perdido e foi sendo traduzido em verso e música para o Brasil.

Saiu do sonho feliz de cidade e lá onde cruza a Ipiranga com a Avenida São João, e na poesia concreta das esquinas cantou o que acontecia em seu coração. Devagar sua presença entrou pelos sete buracos das nossas cabeças, transbordou pelas portas e janelas e nas canções singelas, brasileiras, iê-iê-iê românticos ou frevos novos na praça fomos sabendo da piscina/ da margarina/ da Carolina/ da gasolina e principalmente dele.

Sentindo a sua língua roçar a língua de Luís de Camões criou confusões de prosódias, profusões de paródias que encurtaram nossas dores, nos trouxeram a alegria, alegria, beleza pura.

Se o melhor o tempo esconde, nas curvas abertas da vida ele prossegue se reinventando e vai sem lenço, sem documento seguir vivendo, amores, dores e delícias ...Por que não ?




4 comentários:

Bel 7 de agosto de 2012 22:25  

PER-FEI-TO!!!

O amor por Caê é tão grande que aflora sua veia poética a mil, hein? Sexta estou colada nele... hehehe
Vc vem?

Bjooo

Ramon Prates 9 de agosto de 2012 08:15  

Não curto, mas é um grande artista que merece ser respeitado. Mas só como artista, pq como pessoa ele é um mala. ahahahahha

Dalva 14 de agosto de 2012 16:21  

Amo Caetano... amei seu texto!!!
Bjs.
=)

Bergilde 15 de agosto de 2012 11:32  

Tucha,
Abraço amigo retornando ao blogspot.
Bela homenagem a um grande representante da nossa hitória musical e da cultura brasileira.

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO