#navbar-iframe { height: 0px; visibility: hidden; display: none; }

quarta-feira, 8 de junho de 2011

O AMOR É PARA SEMPRE ?

Terminei o texto anterior lembrando um verso do Soneto da Fidelidade, que considero um dos mais inspirados poemas do autor. Os quartetos são uma belíssima declaração de amor, unindo cuidado, encantamento, dedicação e lirismo. Entretanto, os tercetos anunciam uma possibilidade de despedida, de finitude do amor. Ouçam o soneto lido pelo próprio poeta.





Amor, é um dos temas favoritos dos poetas. “Fogo que arde sem se ver”, proclama Camões. “Calor que aquece a alma”, cantam os roqueiros do Jota Quest, e continuam “o amor tem sabor pra quem bebe a sua água.” Quem já se enamorou sabe que coisa deliciosa é o amor: o tocar dos dedos, a cumplicidade do olhar, a intensidade dos beijos.

Mas porque será que este fogo, este calor, esta chama não se mantém aceso para sempre ? Começa intenso, crepitante e, depois, como um fogo de palha, pode ser apagado por um vento qualquer. Qual seria o segredo dos relacionamentos duradouros?

Observando os casais que nos cercam podemos identificar que muitos estão juntos pela acomodação e pela inércia, a chama já se apagou faz tempo. Em outros a chama que está acessa não é mais a do amor. Ficam atados por laços neuróticos de dependência, de dominação, de competição.

Não falamos dos casos patológicos, dos obsessivamente ciumentos, dos que encontramos nas páginas policiais, por agridem ou matam os parceiros. Mas dos mais sutis que humilham, desmerecem o parceiro no cotidiano. Tratam o companheiro como um adversário, que, conhecendo bem, têm a noção exata do ponto fraco, e de como machucar. Para evitar conflitos, o outro cala de diz: “você tem razão querido”. Mas vão alimentando o ressentimento. Porque não se separam? Talvez cada um se nutra da infelicidade que pode causar no outro.


Mas há os que conseguem manter um relacionamento amoroso, equilibrado e duradouro. E observo que esta parceria se mantém naqueles que conseguem conversar com facilidade.

Sei que muita gente vai discordar da minha opinião. Existem os que acham que o sexo é fundamental para a criação e manutenção do vínculo duradouro. Tudo bem, ele melhora a auto estima, o humor, aproxima os parceiros. Mas as delícias do corpo são limitadas. E quando o fogo da sensualidade se apaga, restam as palavras.

Nietzsche dizia: “Ao pensar na possibilidade do casamento cada um deveria fazer a seguinte pergunta: Você crê que seria capaz de conversar com prazer com a pessoa até a velhice? Tudo o mais no casamento é transitório, mas as relações que desafiam o tempo são aquelas construídas sobre a arte de conversar.”


Saber falar é essencial. Conversar sobre as fantasias, os sonhos, as alegrias, os medos. E também saber fazer silêncio, abrir espaços para que a fala do outro. Saber ouvir. A boa comunicação ajuda a resolver os problemas, compartilhar as decisões, enfrentar os momentos difíceis.

E os laços das conversas fortalecem a cumplicidade, a parceria, o comprometimento. O sopro suave das palavras mantém acessa a alegria, a luminosidade do amor.

3 comentários:

Bergilde Croce 9 de junho de 2011 07:25  

Dá pra gente ler e reler muitas vezes essa maravilhosa reflexão aqui sem cansar.
Tucha,acredito no amor,na força do amor,testifico com toda a verdade de meu coração que ele é capaz de operar muitas transformações,pois ele é essa transformação...O que muita gente custa é aceitar e aprender a viver com cada fase dele.Ter um momento só nosso(do casal)ajuda muito a manter viva e acesa a chama da paixão,mas conversando sempre porque acima de tudo somos grandes amigos!!!

Georgia 12 de junho de 2011 17:56  

Marta, falar de Amor, é muito difícil.
Acredito muito por experiência pr´pria que o Amor é uma constante, é um crescer, o Amor que eu tinha pelo meu esposo há 17 anos era um o de hoje é maduro... a caminhada nesses anos confirma o Amor de 17 anos atrás. É dificil definir, nao é mesmo?


Te desejo uma linda semana


Bjao

José Sousa 13 de junho de 2011 07:53  

Olá amiga Tucha!
Mais um lindo texto que fala de um assunto que se está perdendo cada vez mais, o "Amor". O amor é chama que arde, com certeza.

Beijinho e boa semana.

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO