#navbar-iframe { height: 0px; visibility: hidden; display: none; }

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

BUENOS AIRES, QUERIDOS 1

O primeiro país que visitei foi a Argentina, em final da década de 70. Depois de um congresso em Porto Alegre, segui com duas colegas de ônibus para Buenos Aires. Fiquei encantada pela beleza aristocrática da cidade, a animada vida noturna, o charme dos cafés. Voltei outra vez tempos depois, antes havia passado por Santiago, sul do Chile, cruzado os Andes e ido parar em San Carlos de Bariloche, foi uma outra experiência.

Buenos Aires é daquelas cidades, como Paris, Barcelona, Nova York, Rio de Janeiro, que você pode visitar muitas vezes e sempre vai descobrir novidades. Acredito que muito brasileiros pensam como eu, a cidade está cheia deles, oriundos de diversos pontos do país.
Para facilitar a vida dos turistas, lá, como em outras cidades do mundo, exite um Bus Turístico. São veículos de dois andares, com um roteiro estratégico pelas principais atrações turísticas. Através dos audiofones recebemos as informações mais relevantes e existem parada, onde é possível saltar, conhecer, fotografar e depois, retornar aos onibus, que passam a cada meia hora. Distribuem também uma publicação com os locais a visitar em cada uma das paradas. É prático para ter uma visão geral da cidade, e construir o roteiro do seu interesse.

Levantei algumas razões pelas quais você não deve deixar de conhecê-la, o post 1, enfoca o centro da cidade:

É muito caminhar pelas calles com tranquilidade, a cidade é plana e razoávelmente planejada. As melhores dicas sobre como andar pela cidade encontrei no blog Direto de Buenos Aires. Tenis confortável nos pés e vamos lá.

O coração da cidade, político e turístico da cidade, é a plaza de Mayo, assim vale a pena começar por ali. Vamos encontra a famosa Casa Rosada, palácio de governo. No seu balção foram feitos pronunciamentos históricos para a vida da nação argentina. Existe uma visita guiada, entretanto, por conta das circustancias da morte do primeiro cavaleiro não pude realizá-la.


Na mesma praça, outra visita a fazer é a Catedral Metropolitana, em estilo neo classico, é completamente diferente das igrejas brasileira, cada uma da colunas à frente representa um dos apóstolos de Cristo.

    Observe o altar de prata e detalhe o piso feito em mosaicos, formando simbolos do cristianismo.



    Caminhando pelo centro da cidade, você vai encontrar belíssimas construções, que remetem a Paris e a Madri. Balcões, portas, detalhes arquitetônicos que merecem um olhar apurado. Na Calle Florida, umas das mais famosas, admire a beleza da porta de bronze do Circulo Naval.

Continuando na calle Florida, não deve deixar de ser visitada as Galerias Pacifico, uma das mais belas edificações da cidade, representando o período arquitetônico do final do século XIX. Fique atento ao detalhe das pinturas das cúpulas e a beleza das colunas. Funcionam ai um centro comercial com grifes internacionais famosas e...



O Centro Cultural Jose Luis Borges, com espaço para exposições, salas de espetáculos. Vi uma exposição sobre a história da construção da Galeria, e outras de desenhos e fotografias.






Outra caminhada a fazer é pela Calle de Mayo. Sugiro que a faça no final da tarde para visitar um dos café maravilhosos da cidade, o Café Tornoni. Além das delícias gastronomicas, o local tem históriam, com sua arquitetura art nuevo, com belissímos vitrais. Nas suas cadeiras já sentaram Carlos Gardel, Afonsina Storni, Luigi Pirandello, Frederico Garcia Lorca, José Luis Borges.

Aqui com Afonsina, Borges (sentados) e Gardel.


O café é assim, uma espécie de museo, com exposição permanente de quadros, esculturas e objetos.

Provando as delícias estou com Evandro, um grande amigo que encontrei por aqui seguindo para a Patagônia.

A Calle de Mayo, é como se fosse a ponte entre os dois poderes, ligando a Praça de Maio ao Congresso.

4 comentários:

Bel 3 de novembro de 2010 15:52  

Vou anotar as dicas! A foto com os famosos está ótima, Gardel tem cara de sedutor...

Bjooo

Georgia 4 de novembro de 2010 08:18  

Marta, queeeeeeeeee soooooooooooonho!!!


Bjao

Bergilde Croce 5 de novembro de 2010 06:20  

Muito belo mesmo tudo isso que você pode captar relacionando a viagem passada nos anos 70 e a de agora,próprio nesse momento particular da história desse país.Lindas recordações!

Anônimo,  24 de novembro de 2010 11:29  

Muito legal, Marta!...
A ida à Patagônia chilena e argentina foi melhor que eu esperava!...
Muitas caminhadas em parques, Ushuaia, etc..Vamos marcar para fazer a 'resenha'..Bj.

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO