#navbar-iframe { height: 0px; visibility: hidden; display: none; }

terça-feira, 31 de agosto de 2010

GERAÇÃO A

Estou me preparando para atuar como tutora em cursos da área de saúde através da modalidade Educação à Distância. A experiência de atuar no Espaço Virtual de Aprendizagem está sendo interessante e prometo descrevê-la em breve.

Um vídeo linkado num hipertexto me chamou à atenção. Fala sobre a Geração C, jovens que nasceram convivendo e incorporando as novas tecnologias da informação / comunicação. Se ficou curioso, veja também.



Fiquei pensando na minha geração que nasceu em outros tempos. a Geração A ( de analógica), e que, por força das circunstâncias esta tendo que "correr atrás" e aprender a lidar com as novas tecnologias. "Implorando" aos filhos para que ensinem. Eles, dão instruções rapidamente, ou, como o meu, dizem: mas é tudo auto explicativo, é só ir clicando, lendo as instruções e seguindo adiante.

Para eles é simples assim, mas nós, os analógicos, temos que ir, vir, errar, acertar, voltar a errar, não conseguir, desistir, retornar, acertar. Mas aos "troncos e barracos", estamos aqui, no ciberespaço, numa velocidade um pouco mais lenta que a geração C, mas tentando acompanhar o novo momento da humanidade. Até porque quem não acompanha "dança".

Lembro que os meus primeiros contatos com o PC foram no trabalho, ainda em ambiente DOS. Incorporei o uso do computador no cotidiano. Mas, confesso que ainda tenho dificuldade no uso de alguns recursos da internet, Apesar de considerar que talvez esteja um pouco acima da média das pessoas da minha idade. Afinal, além do e-mail e do orkut, tenho um blog (rs,rs,rs,rs).

È impossível não se render as novas tecnologias, afinal elas facilitam a nossa vida. Até minha mãe, da geração Rádio/TV, que confessa ter medo de computador, amou o MP3, "posso tem muitas horas de música, sem precisar trocar de CD".

Aprender a circular no ciberespaço é essencial para que a abrir as janelas a novas descobertas, assim como manter um diálogo significativo com a Geração C. E aqui estamos nós aceitando o desafio.


5 comentários:

Bel 31 de agosto de 2010 22:13  

É verdade. Eu tb comecei na época do DOS, e tive que passar por todas as fases de readaptação, até ver nascer a internet e tudo. Mas ó: Meu pai se deu de presente de aniversário um computador, acredita? Aos 87 anos!
E eu tô, devagarzinho, dando as aulas de iniciação à vida virtual.

Bjoooo

Bárbara Garcia 4 de setembro de 2010 00:00  

Eu faço parte dos filhos que ensinam os pais (mas, que fique bem claro, minha mãe aprendeu direitinho e eu expliquei com bastante calma, haha)
Amei essa tirinha no final, ri demais!

Beijos.

Marcos Monteiro 4 de setembro de 2010 00:46  

Parece que somos das mesmas décadas, e lentos aprendizes do mundo dos Jetsons, em que conversamos com portas e outras coisas mais... mas viva o Google e essa máquina de escrever maluca que chamam de computador... Um grande abraço.

Georgia 4 de setembro de 2010 07:00  

Tucha, tudo bem?

E como anda esse preparo?

Bjao

Dalva 5 de setembro de 2010 17:44  

Experiências novas sempre são estimulantes... sucesso, Tucha!

Quanto ao DOS, nem me lembro mais... kkkk!

Bjs.

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO