#navbar-iframe { height: 0px; visibility: hidden; display: none; }

sábado, 17 de julho de 2010

AMOR E AS CANÇÕES - PROPOSTAS

Talvez porque esteja numa fase de reapaixonamento ando atenta as letras das músicas e resolvo abordar o tema, já comentado em outro momento, a intincada rede entre o amor e as canções. Elas ajudam quando o relacionamento chega em determinados momentos, como por exemplo, a definição ou a declaração.

A geração que antecedeu a minha, a da bossa nova, tem uma clássica proposta: Minha namorada, de Vinícios de Moraes e Carlos Lira. Interessante é que ela explicita apenas o que o amado espera da namorada: "falar devagarinho", " fazer muito carinho", "ter só um pensamento, ser só minha até morrer".


Minha geração percebeu que a mulher estava mudando e ousou ser mais sensual. Um exemplo é a Proposta, de Roberto e Erasmo Carlos, o amado quer "tudo lá fora, deixar ficar", "te dar meu corpo/ depois do amor o meu conforto" e "além de tudo, depois de tudo a minha paz." Sem exigir nada propõe sensualidade com carinho, que mulher recusaria.


Caetano Veloso faz uma outra proposta, ou melhor uma combinação, "somente sexo e amizade", "sem nenhum engano nem mistério", "tudo brincadeira e verdade", preve um "claro futuro de música, ternura e aventura", entretanto existe um risco, do amor chegar "com seu tenebroso explendor" e se ele chega, a razão e as palavras vão embora e é necessário construir uma outra estrada para caminhar.

4 comentários:

Maína Pinillos Prates 18 de julho de 2010 09:46  

Coisa difícil de construir é o amor...

Bel 18 de julho de 2010 10:46  

Adorei. E eu acho que passei pelas três fases. Como pode, sou atemporal???

"fase de reapaixonamento". Gostei disso.

Beijo, saudade...

Não quer vir para a Caminhada fotográfica, no sábado?
http://deixover.blogspot.com

Dalva 19 de julho de 2010 21:40  

Maravilhoso o retrato que vc fez dos relacionamentos através das canções... todas elas muito lindas!

Bjs.

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO