#navbar-iframe { height: 0px; visibility: hidden; display: none; }

sábado, 12 de junho de 2010

CORRESPONDÊNCIA


Remeta-me os dedos
em vez de cartas de amor
que nunca escreves
que nunca recebo.
Passeiam em mim estas tardes
que parecem repetir
o amor bem feito
que você tinha mania de fazer comigo.
Não sei amigo
se era o seu jeito
ou de propósito
mas era bom, sempre bom
e assanhava as tardes.
Refaça o verso
que mantinha sempre tesa
a minha rima
firme
confirme
o ardor dessas jorradas
de versos que nos bolinaram os dois
a dois.
Pense em mim
e me visite no correio
de pombos onde a gente se confunde
Repito:
Se meta na minha vida
outra vez meta
Remeta.

Elisa Lucinda


6 comentários:

Bergilde Croce 13 de junho de 2010 12:26  

Tucha,é belo o poema!
O amor pode ser como diz a canção do video,isto é,de tempos em tempos como o vento,mas é tão bom quando é vivido de modo calmo e constante!
Meu abraço e boa semana pra ti,
Bergilde

meus instantes e momentos 13 de junho de 2010 15:28  

que belo post...
muito bom teu blog.
que bom voltar aqui..
Uma ótima semana pra vc.
Maurizio

Paula 13 de junho de 2010 17:04  

Nossa, que bonito isso!
Bjos e boa semana!
Paulinha

Vanessa 13 de junho de 2010 18:34  

Tucha, que lindo, será que a composição é da Carla Bruni? Bjs e bom fim de domingo.

RAMON(ES) 14 de junho de 2010 08:02  

Meta, remeta né, tá certo.
ehehehehehe

Dalva 15 de junho de 2010 17:47  

Elisa Lucinda sempre é uma excelente escolha...

Boa semana!
Bjs.

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO